31 agosto 2008

Melhores e piores de agosto

Se no (ótimo) CQC, da TV Bandeirantes, o grande momento de cada programa é o quadro Top Five, aqui no Blog do Universo HQ a gente adora quando chega a hora de apontar os melhores e piores do mês!

Então, confira a seguir o que cada integrante deste blog mais e menos curtiu em agosto. Só o Zé Oliboni continua de fora, mas em breve retorna.

Vale lembrar: as opiniões são pessoais e não precisam ser sobre um lançamento do mês.

Não há mais limite para as indicações dos melhores, que não são listados necessariamente em ordem de preferência; e uma, duas ou três pros piores. Vamos aos "eleitos"!

Eis um material muito, muito divertidoSidney Gusman

Melhores: Diário de um Banana (Vergara & Riba), Fábulas Pixel # 2 (Pixel), Surpreendentes X-Men - Volume 1 (Panini), Superman Crônicas - Volume 2 (Panini) e O Terceiro Testamento (Multi Editores)

Piores: Crise nas Múltiplas Terras - Volume 1 (Panini) e Black Hole - Volume 2 - O Fim (Conrad)

O corsário francês Yann de Kermer, criado por Patrice Pellerin, está de volta pela Soleil. Mas no Brasil...Sérgio Codespoti

Melhores: Le Scorpion # 7 - Au Nom du Père, de Enrico Marini e Stephen Desberg (Dargaud), Master of American Comics (Hammer/Moca/Yale Press) e Les Rendez-vous de L'Épervier # 1 (Soleil)

Pior: Avengers - The Initiative # 15 (Marvel)

Mais uma obra bacana de Neil GaimanMarcelo Naranjo

Melhores: Os Supremos – Edição Definitiva (Panini), Calvin - Yukon Ho (Conrad), Os Surpreendentes X-Men – Volume 1 (Panini) e Coisas Frágeis (Conrad)

Pior: O Ataque das Amazonas # 1 (Panini)


A Turma da Mônica adolescente fez enorme sucesso na edição de estréiaMarcus Ramone

Melhores: Tex Ouro # 37 (Mythos); Grande Almanaque da Turma da Mônica # 4 (Panini); Turma da Mônica Jovem # 1 (Panini); Caim (Mythos), Turma da Mônica Graphic Novel # 1 - Tauó (Panini), Almanaque Temático # 7 – Cascão - Super-heróis (Panini), O Melhor da Disney - As Obras Completas de Carl Barks - Volume 31 (Abril) e Imbróglio Capixaba (Independente)

Pior: Almanaque Historinhas de Três Páginas da Turma da Mônica # 2 (Panini)

Samuel Casal destrói neste álbumEduardo Nasi

Melhores: Prontuário 666 (Conrad), Lo que el viento trae (Normal), No divã com Adão (Planeta) e Dr. Bubbles & Tilt – Volume 1 - Sideral (Zarabatana)

Pior: Os melhores do mundo # 13 (Panini)


Fell é mais um bom material de quadrinhos nas livrariasGuilherme Kroll Domingues

Melhores: Fell – A cidade brutal – Volume 1 (Landscape), Predadores # 1 (Devir), Leão Negro - Gardo (HQM) e J. Kendall - Aventuras de uma criminóloga # 43 (Mythos)

Pior: Sam Noir: Detetive Samurai (Landscape)

Joss Whedon mostrou que ainda é possível, sim, fazer grandes HQs com os X-MenRicardo Malta Barbeira

Melhores:Sandman - Despertar (Conrad), Os Leões de Bagdá (Panini), Surpreendentes X-Men # 1 (Panini), Maakies – Volume # 1 (Zarabatana), Batman # 666 (publicada em Batman # 68, da Panini), Pixel Magazine # 16 e # 17 (Pixel).

Pior: DC Especial # 2 – Amanhecer Esmeralda (Abril)

O primeiro álbum nacional da Zarabatana faz bonitoDelfin

Melhores: Fell – A cidade brutal – Volume 1 (Landscape), Turma da Mônica Jovem # 1 (Panini), Spirou e Fantasio - Luna Fatal (Manole), Piteco - Penadinho (FTD) e Dr. Bubbles & Tilt – Volume 1 - Sideral (Zarabatana)

Piores: O complô - A história secreta dos protocolos dos sábios do Sião (Companhia das Letras) e Scubidu # 1 (Cedibra, edição produzida no Brasil sem qualquer supervisão da Hanna-Barbera)

Lidas numa seqüência só, as histórias de Promethea ficam ainda melhoresDiego Figueira

Melhores: Promethea – Livro 1 (Pixel), Os Leões de Bagdá (Panini) e Reading Comics, de Douglas Wolk (Da Capo)

Pior: Superman # 69 (Panini)

29 agosto 2008

Aniversário do Sidão!

Hoje é aniversário do Sidão! Não vou dizer a idade do meu amigo, mas vale registrar que ele foi o revisor do texto original do primeiro romance de Machado de Assis (e ainda alertou o autor sobre os erros de ênclise e mesóclise que encontrou em alguns parágrafos).

E em homenagem ao aniversariante, orgulhosamente apresentamos um balanço de sua vitoriosa trajetória pessoal e profissional. Com vocês...

... ESSA É A SUA VIDA!

O pequeno Sidney nasceu frágil e delicado. Uma criaturinha cheia de candura que logo encantou a todos.


Sua paixão pelos quadrinhos começou cedo. Foi amor à primeira vista. Só muito depois ele passou a gostar também de futebol; do Timão; de bolinha de gude; de música; de pizza; de torta de abóbora com rúcula; de farinha de mandioca Dona Benta; de corrida de tartarugas mancas do Congo...


No início da adolescência, Sidney teve uma epifania enquanto... hã... folheava uma HQ da Druuna no banheiro. Ele recebeu a visita do Fantasma do Futuro. O evento foi importante para que o rapaz viesse a se tornar um dos nomes mais respeitados do mercado brasileiro de quadrinhos.


Atualmente, Sidney é editor-chefe do Universo HQ, cujas rígidas regras editoriais garantem um trabalho jornalístico respeitado que tem rendido muitos troféus ao site.


Dizem que Sidney Gusman se parece com o Clark Kent. Até jornalista ele é. Mas, embora não existam provas de que ele seja o alter ego de um super-herói, uma coisa é certa: o Sidão tem um grande poder de semear, colher e preservar amigos. Por isso, é com muito prazer que desejamos um...


1 - Ricardo Malta 2 - Diego Figueira 3 - Guilherme Kroll 4 - Marcelo Naranjo 5 - Zé Oliboni (atrás de todos) 6 - Sérgio codespoti 7 - Ronaldo Barata 8 - Eduardo Nasi 9 - Delfin 10 - Marcus Ramone (com a camisa do Chapolin)


E para celebrar este dia especial, amigos e admiradores de Sidney Gusman escreveram alguns emocionados depoimentos:

“Sidão, cadê meus dez reais?” (Marcelo Naranjo, editor do Universo HQ e defensor da tese de que os gibis estão no topo da cadeia alimentar das traças).

“Pô, véio, vende pra mim aquele teu pôster do Palmeiras!” (Toninho, chefe da torcida organizada Palmeirenses Unidos e maníaco-depressivo).

“Vou explicar melhor, Sidão: se você puder ler aquela história dos X-Men da RGE, de 1979, vai ver que o Gambit aparecia escondido nas sombras de um beco escuro. Não é retcon! Acredito que isso tem a ver com o Xorn e, mais ainda, com a volta do Magneto da Dinastia M. Isso, claro, se levarmos em conta que o Wolverine não foi o responsável pela morte de sua contraparte do Universo 2099 quando a Vampira, supostamente, viajou no tempo enquanto lutava contra a Miss Marvel na Zona Negativa (antes da fase do Colossus eunuco, vesgo e com micose na bunda). Continue lendo X-Men que, dentro de mais ou menos 42 anos, a cronologia ficará ainda mais fácil de entender do que já é agora” (Sérgio Codespoti , editor do Universo HQ e simpatizante de mutunas).

“Oi, fofo! Liga pra mim hoje à noite, vai.” (Gisele Bündchen, modelo e gostosa).

“O Pato Donald é muito melhor que o Corto Maltese!” (Marcus Ramone, editor do Universo HQ e salva-vidas de playmobil).

“Felicidades e muitos anos de vida pra você, Sidão! (Eduardo Nasi, Delfin, Diego Figueira, Guilherme Kroll, Marcelo Naranjo, Marcus Ramone, Ricardo Malta, Ronaldo Barata, Sérgio Codespoti e Zé Oliboni, a inigualável equipe do UHQ).

26 agosto 2008

Série sobre quadrinhos estréia hoje no Canal Brasil

Conforme já havia sido noticiado no início do mês no Universo HQ, estréia hoje às 21h no Canal Brasil a série Quadrinhos, com reprises amanhã às 15h30min e no sábado às 12h.

Este primeiro programa aborda os primórdios das HQs no Brasil, como as obras de Angelo Agostini e o lançamento da revista O Tico-Tico.

Vale lembrar para os assinantes que não têm o canal no pacote, que o seu sinal está aberto até 31 de agosto.

21 agosto 2008

Entrevista com Gabriel Bá e Fábio Moon no Multishow

Um dos programas mais bacanas da TV a cabo, o Urbano do canal Multishow exibe hoje uma entrevista com os quadrinhistas Gabriel Bá e Fábio Moon.

A conversa gira em torno de suas vidas, seus projetos e dos Eisner Awards que ganharam há menos de um mês.

Um trecho em vídeo e algumas imagens podem ser conferidas no blog do programa.

O Urbano é exibido às quintas-feiras, às 21h15min.

19 agosto 2008

Eu, mangá


Esse sou eu na versão mangá, uma cortesia do divertido site Face your manga.

18 agosto 2008

Sucesso nos quadrinhos e tema de música

Na época da Jovem Guarda, o rei Roberto Carlos cantava essa música com a história do Brucutu, que fez bastante sucesso nos quadrinhos por aqui.

O refrão, "Olha o Brucutu, Bru-cu-tu!" é repetido após cada frase da canção.

Brucutu

- Olha o Brucutu, Bru-cu-tu!

Nas histórias em quadrinhos,
Das revistas, dos jornais...
Há um tipo curioso e divertido até demais!
O lugar onde ele vive todos sabem que é MU...
Quem ainda não ouviu falar de Brucutu?
Mora só numa caverna, dorme mesmo é no chão.
O seu carro é um dinossauro e veste pele de leão
Anda muito bem armado, briga sempre com prazer
Traz consigo um machado e gosta mesmo é de bater.
Mas no fundo Brucutu é bom
Seu amigo Fuzi é quem diz
Deixa Hula até usar batom
Olha o jeito dele andar.
Brucutu um certo dia foi com Hula passear
Foi ao baile que o rei Guz
Todo mês costuma dar
Só porque outro rapaz
Pra sua noiva olhou
Brucutu ficou zangado
E seu nariz ele amassou.
Vai Brucutu, vai!
Olha o jeito dele andar...
- Que foi que você disse?
Eu...eu... nada, Brucutu!
Como é que você dá uma dessa, tchau!

14 agosto 2008

Convocação

Se entre os leitores do nosso blog houver psicólogos e sociólogos, gostaria que entrassem em contato comigo no e-mail mramone@universohq.com pra responder a algumas perguntas relacionadas a quadrinhos e hobbies afins.

Estou preparando uma matéria especial pro Universo HQ e necessito de opiniões e informações desses profissionais, que serão citados no texto.

10 agosto 2008

Zé do Caixão


A foto é o encontro de dois Zés fundamentais da cultura brasileira: Zé do Caixão e Zé Celso Martinez Corrêa. O encontro é uma cena fabulosa de Encarnação do demônio, novo longa de José Mojica Marins, que está nos cinemas. É um daqueles delírios que só o Mojica sabe fazer.

O filme é demais, claro. Tem que ver.

O velho Zé está num mundo em que ele não é, nem de longe, o maior dos monstros. Pelo contrário: tem polícia corrupta, milícia em favela e criança fumando crack. Aberrações dessas de que a gente ouve falar todo dia. Perto disso, o Zé é apenas um velho maluco em busca de sua mulher perfeita.

Daí que me vem a pergunta: numa noite escura em um beco abandonado, quem você prefere encontrar - o Zé ou o Capitão Nascimento?

08 agosto 2008

Faleceu Eugênio Colonnese

Colonnese num auto-retrato, ao lado de seus personagensNotícia triste para os quadrinhos nacionais. Quem me informou foi o jornalista e quadrinhista Franco de Rosa. Uma perda grande. Mais um mestre da arte seqüencial brasileira que se vai.

Pra segunda-feira (ou ainda hoje, se conseguirmos), prepararemos uma matéria à altura do talento de Colonnese, mas, por enquanto, segue abaixo o obituário escrito pelo Franco.

Ficam nossos sentimentos à família e o muito obrigado por tudo que Eugênio Colonnese fez pelas histórias em quadrinhos brasileiras em tantos anos de carreira.

Adeus, Colonnese

Por Franco de Rosa

Faleceu nesta madrugada, às 4 horas, o desenhista Eugênio Colonnese, que completaria 79 anos no próximo dia 3 de setembro. O motivo de sua morte foi "falência múltipla de órgãos".

Colonnese sofreu um desmaio em fevereiro deste ano, quando passava férias com a família de sua filha Liliana, no Guarujá, no litoral paulista. Descobriu-se, então, que ele estava com o pulmão muito debilitado, devido ao intenso consumo de cigarros.

O autor deixa as filhas Liliana, Mônica, Sandra, Valéria e Shane. E os netos René e Graziella.

Após a sua primeira internação hospitalar em fevereiro deste ano, Colonnese realizou uma história em quadrinhos com sua personagem mais conhecida, a vampira Mirza, e outra do Morto do Pântano. Também concluiu a graphic novel A Vida de Chico Xavier, que será lançada em outubro (a editora ainda não foi divulgada).

Nós, da Opera Graphica, que atuamos com muita regularidade nesses últimos anos ao lado deste grande mestre dos quadrinhos brasileiros, com imenso pesar noticiamos tal fato.

O corpo de Colonnese será enterrado no Cemitério da Saudade, em Vila Assunção, no Centro de Santo André/SP, às 10 horas da manhã deste sábado, dia 9 de agosto de 2008.

06 agosto 2008

Festa da Mad hoje à noite em São Paulo

Olha o anfitrião da festaHoje à noite, no Astronete (Rua Matias Aires, 183-B - próximo à estação Consolação do metrô), acontece a segunda Neuman’s Cocktail Party, uma festa organizada pelo editor da Mad Raphael Fernandes para "turbinar" a revista. A entrada é gratuita!

Segundo o editor, além de vários badulaques da Mad para comprar, vai rolar muita música insana, exibição de trailers de filmes "B" e até as "neumetes", garotas que ficarão dançando e zoando com a galera.

Outra novidade é que os integrantes do Quarto Mundo, selo de revistas independentes, também estarão presentes vendendo suas edições e promovendo o lançamento do segundo número da Nanquim Descartável, de Daniel Esteves, o aniversariante da noite.

05 agosto 2008

A trajetória dos quadrinhos no Canal Brasil

Uma ótima notícia. E uma iniciativa fantástica.

O Canal Brasil apresenta, a partir do dia 26 de agosto, o programa Quadrinhos, série em cinco partes sobre a trajetória das HQs no Brasil.

As primeiras revistas e editoras; as publicações infantis; os diversos gêneros; o embate político; os super-heróis; os principais autores, criadores, editores e pesquisadores.

Confira todos os detalhes desta série para TV nesta terça-feira, no Universo HQ.

Abaixo, você fica com o trailer de Quadrinhos.


video